A Gente Tava Lá: Titãs - Trio Acústico

By Dezembro 01, 2019
Tony Bellotto, Sergio Britto e Branco Melo, em Belo Horizonte, para a apresentação do Trio Acústico Tony Bellotto, Sergio Britto e Branco Melo, em Belo Horizonte, para a apresentação do Trio Acústico

Violões, histórias, tradições, vozes, hinos e rock'n'roll, assim ficou marcada a apresentção em trio acústico do Titãs, no Km de Vantagens Hall. Casa cheia, digna de um enorme espetacúlo.

Titãs. A banda já foi quase um sinônimo que poderíamos usar para quando muitas pessoas estivessem juntas ao palco. Eram oito integrantes em seu primeiro disco, poderiam ser nove, já que Ciro Pessoa fazia parte da forma embrionária do grupo.

Ontem os Titãs estavam de volta em Belo Horizonte, com um formato de show que marcou o maior sucesso da carreira dos caras. 1997 era ano da estreia do Titãs acústico, ainda com sete integrantes e participação especial do oitavo, Arnaldo Antunes, primeiro a deixar a formação clássica da banda. O disco foi referência na carreira, e o maior êxito comercial dos Titãs.

TITAS TRIO ACUSTIDO DÉBORAH CORSINO 6

Enfim, agora era hora de voltar ao formato, de maneira mais intimista ainda. São, agora, três os Titãs, Sérgio Britto, Tony Bellotto, e Branco Mello. Dessa vez, sem todos os instrumental de sopro, orquestra e vocais que marcaram o disco.

Eram três músicos e três instrumentos, um acústico mais à caráter. Quando as luzes do Km de Vantagens Hall se apagaram, para então se acenderem de maneira vagarosa, os três resistentes Titãs entraram e posaram abraçados para que todo o público pudesse vê-los.

TITAS TRIO ACUSTIDO DÉBORAH CORSINO 8

Acústico à três

Sentados em suas cadeiras, sem delongas, foi a vez de "Sonífera Ilha", logo de cara, o primeiro sucesso da banda. Após essa primeira impressão, os artistas começaram a conversar com o público, e era a deixa perfeita para contar a história de composição da música. A canção surgiu, segundo eles, como algo improvável, a ideia inicial era compor uma canção para que Jessé pudesse gravar. Ao final, nem ao menos conheciam o cantor, e o hit acabou imortalizando os Titãs no coração do rock brasileiro.

Então a apresentação se seguia dessa maneira, basicamente, entre duas ou três músicas, uma explicação, uma curiosidade era exposta para a plateia. Isso aconteceu com "Go Back" que ao exemplo do disco acústico, foi cantada em sua versão em espanhol.

TITAS TRIO ACUSTIDO DÉBORAH CORSINO 1

"Porque eu sei que amor" ganhou uma nova versão, mais simplista e com Sérgio Britto nos vocais. E outros tantos clássicos como "O Pulso", "É preciso saber viver" de Erasmo e Roberto Carlos, "Epitáfio", "Enquanto houver sol" foram lembrados.

Coisas novas foram acontecendo por entre o espetáculo. Algo impensável era a carreira de cantor de Tony Bellotto começar justamente quase depois de 40 anos de banda.

Titãs sempre em ação

Em 2018 a banda se inovou e lançou uma ópera rock, coisa, talvez, inédita com uma banda brasileira desse calibre. Nessa oportunidade Bellotto gravou sua primeira música como vocalista principal, chamada "Canção da Vingança".

Como o próprio artista contou no espetáculo, por conta da banda ter tantos vocalistas diferentes, as suas composições terminavam por serem interpretadas pelos colegas, e seu foco maior ficava com as guitarras. Com as mudanças na formação, o momento intimista que o trio acústico trouxe, o momento se provou uma boa hora para arriscar.

E o resultado foi dos melhores, a primeira ideia viria com "Isso", que embalou a plateia, que aprovou imediatamente Tony como vocalista dos Titãs.

E por falar na Ópera Rock, "12 Flores Amarelas" foi lembrada no show. A canção "É você" ganhou uma versão desplugada. Essa parte mostra que os Titãs continuam lançando, o formato do show, por si só, mostra o quanto a banda gosta de inovar, aliás o repertório lembrou de 11 álbuns do grupo, não é coisa para qualquer um. Esses álbuns são completamente distintos, e vão de 1984 até 2018, passando por inúmeras formações diferentes, com Nando, sem Nando, com Paulo Miklos, com Arnaldo, só com os três remanescentes e por aí vai. Esse fato ilustra que a entrevista polêmica de Samuel Rosa recente, não se aplica aos Titãs.

É com certeza uma opinião forte, e sincera e serve para várias outras bandas nacionais, mas, definitivamente não se aplica aos Titãs.

Ouso dizer que todas as "baixas" dos Titãs eram coisas que tinham de acontecer. A discografia dos Titãs tinha de acontecer. Tudo levou ao que a banda é hoje. Alguns álbuns não poderiam ser os mesmos sem as mudanças. Ainda torço para que um dia, todos possam se encontrar mais uma vez, porém, honestamente, todo contratempo resultou em coisas que para frente se provaram necessárias. E para que continuem lançando. O último trabalho, com 25 músicas inéditas mostra que a banda vive o tempo dela.

TITAS TRIO ACUSTIDO DÉBORAH CORSINO 3

Papo em dia

Enfim, voltemos ao show. Após um primeiro show juntos. Os três tiveram um momento solo. Destacando as composições de cada um deles, uma parte bem conversada, que destacava principalmente, o momento de composição das canções.

A cada um, couberam duas canções. O primeiro foi Sérgio Britto que começou com "Nem 5 minutos guardados" e terminou com "Miséria". O próximo era Branco Mello que trazia "Toda Cor" e "Tô Cansado", que como contou foi composta em uma época que dava para ser amigo do Lobão. Ao final, ainda trouxe de forma simplista, minimalista, em uma corda no violão, "Cabeça Dinossauro".

TITAS TRIO ACUSTIDO DÉBORAH CORSINO 9

Tony foi o último e cantou a versão da banda de 'The harder they come", de Jimmy Cliff que em português foi intitulada como "Querem meu sangue" e ao final trouxe "Polícia", música de rebeldia, que segundo o próprio cantor, cabe em qualquer formato no Brasil.

TITAS TRIO ACUSTIDO DÉBORAH CORSINO 11

Mário Fabre e Beto Lee, há algum tempo já na banda, tiveram a participação especial que lhes cabia. Agora tínhamos bateria e mais um violão.
E algumas músicas necessitavam disso, afinal, Titãs, mesmo que acústico, precisa de um pouco de eletricidade, "Flores", "Homem Primata" e "Bichos Escrotos" não podem ficar do lado de fora de seu repertório.

O final do show já era uma grande festa, como prometido por Britto no início do show. Já não havia ninguém sentado. Então, após alguns clássicos, Mário e Beto se despediram, e para fechar, aquele clichê, que apesar de tudo, todo mundo gosta, e se mostra bastante necessário, "Pra Dizer Adeus", que a plenos pulmões o público seguia.

TITAS TRIO ACUSTIDO DÉBORAH CORSINO 7

E assim terminou mais uma aventura dos Titãs por BH. Concluindo que assim como a discografia da banda, o Titãs Trio Acústico era algo que devia acontecer, e não é pautado por mero saudosismo.

Última modificação em Domingo, 01 Dezembro 2019 15:46

Calendário de Eventos

« Julho 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Instagram Casal Cultural